Estudos mostram que a acupuntura e outros métodos da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), como a moxabustão e a eletroacupuntura, podem desencadear contrações uterinas em gestantes no final da gestação.

O parto normal é fisiológico e faz parte da natureza da mulher. A passagem do bebê pelo canal vaginal ajuda a expulsão do líquido amniótico dos seus pulmões e diminui os riscos de complicações respiratórias ao nascimento. Além disso, a recuperação pós parto é muito mais fácil quando comparada ao parto cesárea.

ACUPUNTURA NA INDUÇÃO DO PARTO NORMAL

A maioria das gestantes entra em trabalho de parto espontaneamente entre 39 a 41 semanas. Porém, algumas necessitam de indução do trabalho de parto pois não apresentam contrações e nem dilatação do colo do útero. 

 

Em alguns casos também, quando precisamos antecipar o parto, muitas vezes se faz necessário a indução das contrações.

 

Os métodos de indução do trabalho de parto mais utilizados são os medicamentosos como o misoprostol vaginal e a ocitocina endovenosa.

O uso da acupuntura na indução do trabalho de parto é um tratamento natural, sem contra indicações e seguro quando realizado por médico especialista. 

Os principais pontos estimulados estão localizados na mão, no tornozelo e na região lombar.

A sessão de acupuntura dura, em média, 30 minutos e pode ser realizada 2 a 3 x por semana, dependendo da idade gestacional.

EFICÁCIA DA ACUPUNTURA​

Segundo os estudos na literatura, a acupuntura possui eficácia semelhante ao uso do misoprostol e da ocitocina, porém sem os efeitos colaterais indesejáveis dessas medicações.

Ela pode ser utilizada por todas as grávidas, sem contra indicações.

QUANDO COMEÇAR ?

Recomenda-se iniciar a acupuntura após 39 semanas de gestação. Num primeiro momento de forma ambulatorial com agendamento de consultas e caso haja necessidade, num segundo momento poder ser realizada durante a internação hospitalar.​

OUTRAS INDICAÇÕES

Além da indução do trabalho de parto, a acupuntura ​pode ser utilizada também durante a gestação para a analgesia do trabalho de parto. Estudos mostram uma diminuição da necessidade de analgesia no parto normal em pacientes submetidas a acupuntura e uma diminuição da dose das medicações, proporcionando assim, menos efeitos colaterais.

A acupuntura pode ser utilizada também para controle das náuseas e vômitos do primeiro trimestre (hiperêmese gravidica), melhora das dores lombar e pélvica e até mesmo para versão fetal no bebê sentado.

Rua Mato Grosso 306 cj 910 e 911

Higienópolis / São Paulo - SP

Tel (11)  2613-7730 / 2307-0412 - 3151-2343​

Whatsapp (11) 94715-4335

© 2013 Agulhas da fertilidade. Todos os direitos reservados. Autorizado a publicação parcial do site desde que contenha a citação.

  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon